Deveres do médium - BLOG - Lar Aymoré

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Deveres do médium

Lar Aymoré
Publicado por em Mediunidade ·
 
Muitas pessoas que sabem que tem mediunidade e tem que desenvolvê-la, têm certa insegurança em como é que vai receber o guia pela primeira vez. Em primeiro lugar, a pessoa não deve querer mexer, controlar e/ou criar expectativas não fundamentadas sobre a sua espiritualidade. Deixar ela agir naturalmente é o correto, e assim cada um verá que sua espiritualidade irá lhe guiar para o caminho certo. A Umbanda não é um bicho de sete cabeças. Não tenha medo! Mas que fique bem atento ás seguintes regras fundamentais de um médium iniciante ou não umbandista:

  • No momento que a espiritualidade do médium se manifesta, ou seja, tem a necessidade de se desenvolver, o médium tem que estar ciente do compromisso que está fazendo;
  • Se o médium acha que não vai conseguir cumprir com o seu compromisso, que é ir em dias de sessões para desenvolver, então que peça licença para o seu povo e não coloque a mão de ninguém na cabeça;
  • O médium tem que ser, além de ter compromisso, tem que ser responsável;
  • O médium tem que ter FÉ. Sem ela, o médium não é nada;
  • O médium não pode ter cabeça fraca. Como por exemplo, achar que tudo o que ele enxerga ou sente, é espiritual. Nem sempre é!;
  • O médium tem que ter amor às suas entidades protetoras e confiar nelas;
  • O médium JAMAIS PODE SE PASSAR POR UM GUIA. (infelizmente isso acontece para tristeza das pessoas que buscam um auxílio sério);
  • O médium tem que saber separar AÇÃO ESPIRITUAL da AÇÃO MATERIAL;
  • O médium tem que estar consciente das consequências que vai ter se fizer o mal;
  • O médium tem que RESPEITAR suas entidades. Tratando-as como se fossem pessoas encarnadas;
  • O médium tem que ser e/ou aprender a ser HUMILDE;
  • O médium não tem que ter vergonha do seu dom, tem que nutrir pensamentos e atos que lem a Deus, e é isso o que mais importa;
  • O médium tem que ser pontual em dias de gira (sessão);
  • O médium, enquanto está na corrente para receber seu guia, tem que estar com a cabeça e o coração ali, naquele momento. Jamais o médium deve estar de corpo presente numa sessão e sua cabeça preocupada com coisas materiais;
  • E por “fim”, o médium nunca deve desconfiar de uma entidade verdadeira, nem muito menos testá-la.
 
Acima encontra-se apenas um resumo sobre os deveres do médium quando entra para a Umbanda. O resto se aprende com a convivência com o pessoal da sessão e dos guias espirituais.
 
Axé para todos!



Copyright © 2017 Lar Aymoré
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal